Judiciário lança aplicativo TJRS Mobile, que permiteconsulta de processos e outros serviços pelo celular - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Judiciário lança aplicativo TJRS Mobile, que permiteconsulta de processos e outros serviços pelo celular

Jurídicas 06/11/2019
Judiciário lança aplicativo TJRS Mobile, que permiteconsulta de processos e outros serviços pelo celular

Judiciário lança aplicativo TJRS Mobile, que permiteconsulta de processos e outros serviços pelo celular

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul está lançando o aplicativo TJRS Mobile. Este auxiliará na consulta e acompanhamento de processos por meio de dispositivos móveis, além de outros serviços.

Desenvolvido pela Direção de Tecnologia da Informação e Comunicação (DITIC) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, o aplicativo pode ser baixado gratuitamente nas lojas virtuais do Google (sistema operacional Android) e da Apple (sistema operacional iOS). Realizando a pesquisa nas referidas lojas por "TJRS", a pesquisa retorna como na imagem abaixo:

Ao pesquisar pelo nome do aplicativo, clique no ícone do TJRSe clique em Abrir ou Instalar para baixar o aplicativo(Imagens: Divulgação/DITIC)

O aplicativo apresenta algumas novidades em relação à consulta processual disponível no canal de Internet do Poder Judiciário. O usuário poderá, ao pesquisar um processo, marcá-lo como favorito. Ao fazer essa ação, será ativada notificação automática no aplicativo, que avisará sempre que o processo sofrer alguma movimentação. Também será possível fazer anotações ou lembretes no processo. A consulta processual abrange todos os processos de 1º e 2º graus, físicos e eletrônicos, incluindo os que tramitam no sistema eproc.

É assim que aparecem as notificaçõesvia push, depois de ativadas pelo usuário

Os serviços fornecidos envolvem Alvarás de Folha Corrida e Certidões Judiciais, Sessões e Audiências, acesso ao Diário da Justiça Eletrônico, Consulta de Jurisprudência, Plantões e Endereços do Poder Judiciário do RS, entre outros.

Além disso, estão disponíveis tutoriais que ajudarão no entendimento do aplicativo e com o serviço de FAQ, ambos localizados na área de "Informações". 

A "área logada" no aplicativo, para uso da advocacia, possui funcionalidades protegidas por senha ou biometria, permitindo acesso aos processos do advogado conectado. Esta área possui filtros mais apurados para facilitar a busca por qualquer trecho do nome de uma parte, a partir de 4 letras. Também é possível localizar facilmente um processo apenas digitando 4 algarismos, em qualquer posição, dentro de seu número CNJ. Além disso, já permite solicitar preferência de julgamento.

Para breve, a DITIC informa que anunciará novas funcionalidades.

Área logada permite acesso aos processos do advogado conectado

EXPEDIENTETexto: Com informações da DITICAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 05/11/2019 15:16Esta notícia foi acessada 548 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP