Magistrados e servidores efetivos que aderiram ao PAI têm só até a próxima terça (13/4) ) para entregar documentação na Digep - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Magistrados e servidores efetivos que aderiram ao PAI têm só até a próxima terça (13/4) ) para entregar documentação na Digep

Jurídicas 10/04/2021
Magistrados e servidores efetivos que aderiram ao PAI têm só até a próxima terça (13/4) ) para entregar documentação na Digep
Oficializado pela Resolução Nº 6, o Programa de Aposentadoria Incentivada (PAI) versão 2021 contabilizou até agora 44 adesões entre magistrados e servidores do quadro efetivo do Judiciário tocantinense. Desse total, até esta sexta-feira (9/4), 13 dos que aderiram haviam entregue a documentação necessária para que o processo de aposentadoria seja efetivado. Ou seja, 31 pretendentes ao benefício só têm até a próxima terça-feira (13/4), impreterivelmente, para entregar a documentação obrigatória na Diretoria de Gestão de Pessoas (Digep), como estabelecido na referida resolução.
Diretor da Digep, Antônio Rezende lembra que, em razão da pandemia da Covid-19, a equipe, composta pelos servidores Josivan Monteiro, Blenner Lang e Fernando Leiser, segue a postos para receber a documentação de magistrados e servidores que já aderiram ao PAI. E também orientar aqueles que resolverem iniciar o processo de adesão sobre quais documentos precisam entregar, até a próxima terça-feira, para obter o benefício. 
O atendimento será por agendamento, via telefone 63-3218-4295, das 12h às 18h, por meio dos quais o interessado também poderá sanar todas as dúvidas acerca do PAI. 
A adesão ainda pode ser formalizada e deverá ser única e exclusivamente pelo portal Gestão de Pessoas, a partir de “Solicitação” disponibilizada no ambiente virtual do sistema Egesp. Entretanto, a documentação deve ser entregue presencialmente até o dia 13 de Abril, no Anexo I do TJTO, localizado na 103 Norte, em Palmas. 
Economia de R$ 17 milhões
O PAI, criado em 2016, só entre fevereiro de 2019 e agosto de 2020, produziu uma economia de gastos com pessoal de R$ 17 milhões, período no qual 85 pessoas, entre magistrados e servidores, se beneficiaram com aposentadoria incentivada. 
Confira íntegra da resolução aqui.
Texto: Marcelo Santos
Comunicação TJTO

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP