Programação da 1ª Semana do Setembro Amarelo do Poder Judiciário do Tocantins começa na segunda-feira (20/9) - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Programação da 1ª Semana do Setembro Amarelo do Poder Judiciário do Tocantins começa na segunda-feira (20/9)

Jurídicas 18/09/2021
Programação da 1ª Semana do Setembro Amarelo do Poder Judiciário do Tocantins começa na segunda-feira (20/9)
Através do Núcleo de Acolhimento e Acompanhamento Psicossocial (NAPsi) e atento à saúde física e mental de magistrados e servidores, o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) inicia na próxima segunda-feira (20/9), a 1ª Semana Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção ao suicídio. Com palestra, live interativa e roda de conversa, além de diversas atividades em prol da informação, sensibilização, conscientização e principalmente de valorização à vida, a programação segue até o dia 23 de setembro.
A campanha do Setembro Amarelo teve início no Brasil em 2014 e foi desenvolvida com o objetivo de conter o avanço das mortes por suicídio e desmistificar transtornos psiquiátricos e psicológicos. “Deve ser um compromisso assumido por todos os cidadãos, instituições públicas e privadas, da sociedade em geral, profissionais da saúde e da comunicação para que juntos possamos mudar essa triste realidade.
Os números são alarmantes no Brasil e no mundo (são mais de 13 mil suicídios no Brasil todos os anos e mais de 1 milhão no mundo). Além disso, 96% dos casos de suicídio estão relacionados a transtornos mentais, como depressão, transtorno bipolar e abuso de substâncias”, explica a psicóloga Bárbara Camargo, que integra o Comitê Gestor de Atenção Integral à Saúde de Magistrados e Servidores do Poder Judiciário e coordena o NAPsi.
Bárbara também pontua que, como qualquer outra doença, há tratamentos eficazes voltados à saúde mental e que é preciso deixar o preconceito de lado e procurar um profissional da área para falar do sofrimento psíquico. A psicóloga ressalta ainda que os profissionais do NAPsi estão à disposição de todos pelos números de telefone: 3901-9052 e 3901-9053.
Números
Segundo explica o psiquiatra do NAPsi, Wordney Camarço, nos últimos 45 anos as estatísticas relacionadas ao suicídio aumentaram globalmente em torno de 60% e representam a 13ª causa de morte da população mundial. O médico relata que o suicídio é a 3ª causa de mortes no mundo entre indivíduos de 15 a 44 anos e o número de vidas perdidas desta forma, a cada ano, ultrapassa o número de mortes decorrentes de homicídios e guerras combinados. Entre 2000 e 2012, houve um aumento de 10,4% na quantidade de mortes, com um crescimento de mais de 30% apenas entre jovens. Wordney Camarço conta que, em 2012, mais de 800 mil pessoas cometeram autoextermínio, o que corresponde a uma morte a cada 40 segundos. Além disso, a cada três segundos, uma pessoa atenta contra a própria vida. O Brasil está entre os 10 países (8º) com maior número de casos, com um evento ocorrendo a cada 46 minutos. Segundo dados do Ministério da Saúde, entre 2011 e 2016, foram registrados 62.804 casos em nosso país, perfazendo uma média de 11 mil suicídios por ano.
“Tem-se percebido ao longo dos anos uma associação entre o comportamento suicida e transtornos psiquiátricos, tais como a depressão e esquizofrenia, ou mesmo o uso abusivo de álcool e outras substâncias psicoativas. Além das doenças mentais - principais causas de suicídio, tendo influenciado diretamente para 35,8% das mortes - existem outros importantes fatores para que os autoextermínios aconteçam, como aspectos sociais, econômicos, psicológicos e as condições de saúde física dos indivíduos”, explica o médico, que completa dizendo que é urgente que a sociedade, de um modo geral, seja devidamente impactada através do recebimento de informações de qualidade em seus aspectos psicossociais e consiga falar abertamente a respeito do suicídio - assim como se faz a respeito do câncer de mama e do colo do útero, por exemplo - para que tão grave contexto de Saúde Pública seja freado e, através de consistentes ações de prevenção, seja obtida redução sustentada dos números de mortes ocasionadas por intento suicida.
Programação
O primeiro dia da programação terá a palestra “O suicídio e suas implicações”, com o psicólogo Ronauth Martins de Souza. O evento é realizado pelo Poder Judiciário Tocantinense, em parceria com a Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat) e o NAPsi, e tem como objetivo oportunizar que servidores e servidoras, magistrados e magistradas, estagiários e estagiárias e demais profissionais do Poder Judiciário Tocantinense possam refletir sobre a importância de se agir proativamente no sentido de prevenir o intento suicida nos dias atuais.
A palestra será transmitida na página do Tribunal de Justiça, no Youtube, às 17 horas. Estão sendo oferecidas 1.500 vagas e podem participar servidores e servidoras, magistrados e magistradas, estagiários e estagiárias do Poder Judiciário Tocantinense, profissionais e integrantes do sistema de justiça brasileiro.
Quem deseja participar da palestra pode fazer a inscrição através do link.
Na terça-feira (21/9), a partir das 16h30, na página do YouTube do TJTO, acontece a Live Interativa (Roda de conversa) com a equipe técnica do NAPsi. Na quarta-feira (22/9) será o dia da doação de sangue. Quem quiser fazer a doação pode procurar a carreta que ficará estacionada em frete a sede do TJTO, das 13 às 17h30. No dia 23, último dia da programação, será o Aulão com a equipe da academia Personal e sorteio de brindes no estacionamento em frente ao TJTO.
NAPsi
O NAPsi foi instituído pela Resolução Nº 27, de 24 de junho de 2020, aprovada por unanimidade pelo Tribunal Pleno e inaugurado em 10 de novembro de 2020. O Núcleo é composto por equipe especializada, profissionais altamente qualificados nas áreas da psicologia, serviço social e psiquiatria e tem como objetivo principal oferecer apoio psicológico e social a todos os magistrados e servidores, por meio de intervenções individuais e coletivas.
São fundamentos primordiais do NAPsi a procura espontânea e o sigilo absoluto das pessoas e das informações e diagnósticos. O Núcleo é, fundamentalmente, um espaço de acolhimento e valorização do nosso público interno em prol da prevenção do adoecimento psíquico e da qualidade de vida no trabalho.
Telefones
Em caso de busca por ajuda, além dos telefones do NAPsi, as pessoas podem buscar o Centro de Valorização da Vida através do telefone 188. Além disso, podem entrar em contato com os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), por meio dos telefones: 3411-2958 (CAPS de Palmas); 3412-6091 (CAPS AD de Palmas); 3602-1395/ 984159202 (CAPS de Paraíso); 3411-2958/3411-2959 (CAPS Araguaína); 3474-1506 (CAPS AD de Araguatins); 3456-1576/99987-0186 (CAPS de Augustinópolis); 3471-3947/98127-3678 (CAPS de Tocantinópolis); 3476-7012 (CAPS de Colinas); 3427-1320 (CAPS Pequizeiro); 98443-8511/99207-0221 (CAPS de Miracema); 3363-1358/98492-3150 (CAPS Porto Nacional); 98135-7580 (CAPS Formoso); 3315-0031 (CAPS Gurupi); 3312-6779/98414-7379 (CAPS AD Gurupi); 99296-3646 (CAPS Taguatinga); 3692-2105/99269-4037 (CAPS Dianópolis).
Texto: Samir Leão
Comunicação TJTO

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP